O que a volta dos “Amigos” representa para a música (não só) sertaneja?

Por Luiz Felipe Rocha

Em pouco mais de quatro meses, posso afirmar que 2019 é um dos anos mais agitados, em todos os sentidos. Seja na política, esportes, natureza… o ano tem “testado” nós brasileiros para o que deve ainda vir por mais oito meses. Na música, temos a volta de Sandy e Junior após 12 anos separados, Tiago Iorc após um ano completamente ausente da mídia e o principal: o projeto “Amigos”.

Para quem é mais novo (ou não sabe mesmo), os “Amigos” foi uma série de especiais musicais com as duplas de maior destaque dos anos 90: Chitãozinho & Xororó, Zezé di Camargo & Luciano e Leandro & Leonardo, exibidos de 1995 a 1998 na programação de fim de ano da Globo. Foram quatro discos lançados (um por ano). Agora em 2019 será diferente: os artistas sairão em turnê pela primeira vez (na época do programa, eles não viajavam o Brasil com o show).

A volta de turnê foge da esfera sertaneja e até mesmo da musical; é algo que mexe com a emoção, com nostalgia. Nascidos no fim da década de 80 e começo de 90 foram marcados pelos finais de ano da Globo, o que também acontece com os mais velhos. Na época, o protagonismo do sertanejo era dividido com o pagode, que fazia frente com bandas como Raça Nega, Só Pra Contrariar e Art Popular.

Mesmo com toda essa concorrência, Chitãozinho e Xororó, Zezé Di Camargo e Luciano e Leandro e Leonardo escreveram o nome na história da música brasileira com o projeto. Patrocinado na época pela cerveja Bavaria, o “Amigos” retorna 20 anos depois cercado de muita expectativa, mas é bom irmos com calma.

Em 20 anos, muita coisa mudou. Não falo somente das roupas e cabelo; o politicamente correto está inserido em todos os cantos, e quem não se “adequar” pode até mesmo ser punido judicialmente. Não que o projeto tenha apelado ou incitado algo de 1995 a 1998, mas a verdade é que hoje em dia cada passo tem que ser dado com cautela.

Como disse no começo do texto, não só os “Amigos” retornaram em 2019. Sandy e Junior haviam anunciado a turnê de retorno com 12 shows, tamanho sucesso de vendas obrigou os irmãos a abrirem, shows extras em São Paulo e Rio de Janeiro. O jovem Tiago Iorc sumiu (literalmente) por um ano, retornando no começo de maio com um álbum inédito e batendo recordes no Spotify.

Não acredito que a volta dos “Amigos” seja 100% uma jogada de marketing. Os artistas envolvidos não precisam disso. Prefiro acreditar que a paixão pelo sertanejo e o momento de retornos na música brasileira tenha sido a principal influência, mesmo sabendo que o dinheiro envolvido tenha uma boa parcela no fato.

O que era seis nos anos 90 virou cinco; Leandro morreu vítima de câncer e Leonardo segue carreira solo até hoje. Vejo fãs pedindo substitutos como Eduardo Costa ou Daniel, mas para mim a “lacuna” tem que ser deixada exatamente como uma homenagem.

Confira o repertório dos álbuns lançados entre 1995 e 1998:

Amigos – 1995 – vol. 1
– “Disparada” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano
– “Menina Veneno” – Zezé di Camargo & Luciano
– “Bailão de Peão” – Chitãozinho & Xororó
– “Eu Juro” – Leandro & Leonardo
– “Evidências” – Chitãozinho & Xororó
– “Ave Maria” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano
– “Fio de Cabelo” – Zezé di Camargo & Chitãozinho
– “É o Amor” – Leonardo & Luciano
– “Temporal de Amor” – Xororó & Leandro
– “Um Homem Quando Ama”- Chitãozinho & Xororó
– “Pão de Mel” – Zezé di Camargo & Luciano
– “Festa de Rodeio” – Leandro & Leonardo
– “Noite Feliz” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano

Amigos – 1996 – vol. 2
– “Viola Enluarada / Vamos Dar as Mãos e Cantar” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano
– “Você é Desejo e Eu Sou Paixão” – Leandro & Leonardo
– “Mia Gioconda (Minha Gioconda)/ Horizonte Azul “- Leandro & Leonardo / Chrystian & Ralf (participação especial).
– “Não Aprendi a Dizer Adeus” – Leandro & Zezé di Camargo
– “Preciso Ser Amado” – Zezé di Camargo & Luciano
– “1,2,3 / Menina Veneno” – Zezé di Camargo & Luciano / Gian & Giovani (participação especial)
– “Você Vai Ver” – Luciano & Xororó
– “Coração Sertanejo” – Chitãozinho & Xororó
– “Estou Apaixonado (Estoy Enamorado) / Evidências” – Chitãozinho & Xororó / João Paulo & Daniel (participação especial)
– “Página de Amigos” – Chitãozinho & Leonardo
– “Luar do Sertão” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano / Simone (participação especial)
– “Romaria / Calix Bento” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano
– “Tema de Amigos” (instrumental)

Amigos – 1997 – vol. 3
– “Andança” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano
– “Toma Juízo” – Zezé di Camargo & Luciano
– “Te Amo Cada Vez Mais (To Love You More)” – Leandro / Xororó / Luciano / Daniel (participação especial)
– “Cerveja” – Leandro & Leonardo
– “O Homem de Nazareth” – Chitãozinho & Xororó
– “Desculpe, Mas Eu Vou Chorar” – Leandro & Leonardo / Fábio Júnior (participação especial)
– “Estrada da Vida” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano
– “Majestade o Sabiá” – Chitãozinho & Xororó / Roberta Miranda (participação especial)
– “Canção da América” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano / Daniel (participação especial)
– “Eu Só Quero Um Xodó” – Zezé di Camargo & Luciano / Daniela Mercury (participação especial)
– “Pense em Mim” – Leandro & Leonardo
– “De Volta Pro Meu Aconchego” – Zezé di Camargo / “Milla” – Leonardo / “Mineirinho” – Chitãozinho
– “É Uma Partida de Futebol” – Luciano / Leonardo / “Beleza Rara” – Xororó / Zezé di Camargo / “La Bamba” – Leandro e todos
– “Você Vai Ver” – Zezé di Camargo & Luciano
– “Marcas do Que Se Foi” – Leandro & Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano

Amigos – 1998 – vol. 4
– “Indiferença” – Zezé di Camargo & Luciano
– “Corpo e Alma” – Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano / Fat Family (participação especial)
– “Bailão de Peão” – Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano
– “Um Sonhador” – Leonardo
– “Nascemos Pra Cantar” – Chitãozinho & Xororó
– “Deixei de Ser Cowboy Por Ela” – Chitãozinho & Xororó
– “Cumade e Cumpade” – Leonardo
– “Pra Não Pensar Em Você” – Zezé di Camargo & Luciano
– “Vem Ficar Comigo” – Zezé di Camargo & Luciano
– “Viola Enluarada” – Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano
– “Na Aba do Meu Chapéu” – Chitãozinho & Xororó
– “Deu Medo” – Leonardo / Luciano / Chitãozinho
– “Eu Menti” – Chitãozinho & Xororó
– “Casa no Campo” – Zezé di Camargo & Luciano
– “Brincar de Ser Feliz” – Chitãozinho & Xororó
– “Canção da Amizade” – Leonardo / Chitãozinho & Xororó / Zezé di Camargo & Luciano.

LUIZ FELIPE ROCHA

Nascido em Campinas (SP), Luiz Felipe Rocha é jornalista, tem 29 anos e sempre foi apaixonado pela música sertaneja. Neste espaço, ele irá fazer uma análise dos principais assuntos do meio e opinar sobre os novos artistas que estão despontando no mercado.



Últimas notícias

  • Jorge e Mateus rompem com Audiomix após 10 anos de parceria
  • Gusttavo Lima arrasta multidão de quase 100 mil fãs no fim de semana
  • Daniel lança a inédita "Além da Vida"
  • Bruno e Marrone gravam nova versão de "Inevitável"
  • Primo de Rionegro inicia trajetória no sertanejo com moda romântica




  • One comment

    • Anderson Gonçalves

      Boa noite! Sou de Campinas SP, fui no amigos de 96 em Paulínia, foi disparado o melhor show da minha vida. Música sertaneja de qualidade, os melhores tempos do sertanejo foram esses. #voltalogo

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *