Conheça o nome por trás dos hits sertanejos do momento

Por Renato Piovesan
@renatoppiovesan
renato@conceitosertanejo.com.br

Há cerca de 30 anos, quando Zezé Di Camargo e Luciano começavam a carreira, Seu Francisco fazia questão de gastar o pouco dinheiro que tinha para comprar fichas telefônicas e ligar ao maior número de rádios possíveis pedindo para tocar as músicas de seus filhos. A cena, eternizada no filme ‘2 Filhos de Francisco’, ilustra bem a dificuldade que cantores iniciantes têm para tornar seus trabalhos conhecidos em meio a um mercado extremamente concorrido como o sertanejo.

O tempo passou e hoje os artistas encontram muitas outras formas para divulgação além do universo das rádios. As redes sociais e plataformas digitais, por exemplo, conseguem atingir públicos além do alcance de antenas AM e FM, por um baixo custo, e ainda possibilitam que músicos ganhem projeção nacional em curto espaço de tempo, no caso daqueles que sabem utilizar de tais recursos da forma adequada.

Foi pensando neste nicho de mercado, carente de profissionais com conhecimento amplo para lidar com tantas plataformas, que Thiago Rossa, o ‘Gaúcho’, criou em 2017 a Fábrica de Hits. O nome da empresa, atualmente sediada em Goiânia (GO), não vem por acaso. Há alguns meses Gaúcho tem sido o homem por trás de alguns dos principais sucessos da música sertaneja, ao executar o planejamento de mídia e divulgação de canções de duplas e artistas dos mais variados, dos iniciantes aos já ‘estourados’.

Em entrevista exclusiva ao Conceito Sertanejo, Thiago Gaúcho conta alguns dos segredos que podem fazer ‘bombar’ a carreira de um cantor sertanejo. Confira:

CONCEITO SERTANEJO – Como surgiu a Fábrica de Hits e qual o trabalho que você e sua equipe fazem?

THIAGO GAÚCHO – A ideia sobre a Fábrica de Hits surgiu em 2016, justamente da necessidade que eu como produtor artístico na época tinha perante as redes sociais com os artistas que trabalhava. Eu achava o atendimento que as empresas de marketing digital apresentavam muito ineficiente perante o que o artista e eu como produtor a frente do projeto esperávamos como resultado. Então a ideia surgiu em 2016, criamos ela em 2017, mas a consolidação de fato no mercado se deu em 2018. E 2019 tem sido um grande ano pra gente. Fazemos na média dois lançamentos por semana.

CONCEITO SERTANEJO – Como um trabalho bem executado nas redes sociais pode fazer a diferença na projeção de um artista ou dupla? Você tem algum exemplo de sucesso que pode compartilhar?

THIAGO GAÚCHO – O mundo está cada vez mais digital, e será assim, ele não vai voltar a ser analógico. O trabalho de projeção de um artista hoje tem que estar totalmente voltado ás redes sociais, não pode ser diferente.  Planejamento e execução de um lançamento bem elaborado coloca o artista na vitrine do sucesso. O digital é o meio de divulgação mais barato e que hoje em dia atinge o maior número de pessoas, nele você consegue direcionar o trabalho para o público que realmente vai consumir seu trabalho e não está “saturado”.

O case de sucesso é o atual, fizemos a estratégia de lançamento da cantora Mali no último dia 2 de agosto, que já é sucesso. Uma cantora incrível, música sensacional e uma produção de primeira. Vai estourar! No mesmo dia tivemos uma campanha de direcionamento e crescimento estratégico da música “Algo Mais” do Xand Avião com Gusttavo Lima que está batendo números incríveis.

CONCEITO SERTANEJO – Existe algum segredo para estourar um lançamento musical?

THIAGO GAÚCHO – Sucesso não se compra, sucesso se conquista. A gente não tem como comprar o gosto do público, mas a gente tem como colocar a música na vitrine e fazer ela ser vista. O principais segredos são: o artista passar sua verdade, um trabalho musical de qualidade, planejamento e estratégia adequadas e a busca do público ideal do artista, aquele público que não está saturado.

CONCEITO SERTANEJO – Muitos cantores que estão começando alegam que não têm recursos para investir em marketing ou divulgação, mesmo aqueles que já haviam investido para gravar um clipe ou música. Como, então, as redes sociais podem realmente se tornar aliadas de artistas iniciantes?

THIAGO GAÚCHO – O artista precisa fazer um equilíbrio financeiro entre o que se gasta pra gravar/produzir e o que se investe no digital. Cansamos de atender artistas que gastaram de R$ 10 mil a R$ 15 mil para gravar um trabalho, e tem só R$ 1 mil para fazer o lançamento. Assim, a conta não fecha. Digital estratégico requer investimento. Sempre dentro de realidade do artista, mas o equilíbrio é o ponto X da questão.

(Thiago Gaúcho está no Instagram com os perfis @thiagomktmusical e @fabricade_hits)




Últimas notícias

  • Jorge e Mateus rompem com Audiomix após 10 anos de parceria
  • Gusttavo Lima arrasta multidão de quase 100 mil fãs no fim de semana
  • Daniel lança a inédita "Além da Vida"
  • Bruno e Marrone gravam nova versão de "Inevitável"
  • Primo de Rionegro inicia trajetória no sertanejo com moda romântica




  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *